Design sem nome (30)

Qual o maior erro cometido na hora de contratar um Plano de Saúde

O maior erro cometido pelas pessoas na hora de contratar um Plano de Saúde é não lerem o contrato. Muitos clientes pagam um preço alto, por optarem por uma modalidade de Plano diferente daqueles que eles precisam. 

Nesse post você vai ver

  • O que devo observar para evitar cometer um erro grave na hora de contratar um Plano de Saúde?
  • Caso eu já tenha contratado o Plano é possível estancar a dívida e reaver o dinheiro?

Clique agora no botão e baixe o Ebook completo para conhecer as principais provas para comprovar fraudes no Plano de Saúde

O que devo observar para evitar cometer um erro grave na hora de contratar um Plano de Saúde?

Na hora de contratar um Plano de Saúde é preciso estar atento ao Contrato, e ler, inclusive, as letras miúdas. 

O maior erro cometido pelas pessoas hoje, é contratar uma modalidade de Plano que não se encaixa com a realidade de vida. 

Hoje existem Planos de Saúde Individuais e Empresariais. Os Planos de Saúde Individuais são utilizados pelas pessoas físicas, já os Planos Empresariais, pelas pessoas jurídicas. 

Os Planos de Saúde Individuais são regularizados pela Agência Nacional de Saúde, e podem ter um reajuste de até 30% ao ano. Já os Planos de Saúde Empresariais não possuem regulamentação e podem ter reajustes de qualquer valor. 

Muitas vezes ao contratar um Plano de Saúde, acaba optando pela modalidade Empresarial Simples, por ter mensalidades iniciais mais baixas, sem saber que os reajustes podem sem controle podem transformar o valor das mensalidades em impagáveis. 

Em tese, as seguradoras não podem induzir uma pessoa a aderir ao Plano Empresarial Simples, mas isto é o que mais acontece. Por isso, caso você se encaixe nesta situação siga com a leitura. 

Caso eu já tenha contratado o Plano é possível estancar a dívida e reaver o dinheiro?

Caso você tenha contratado um Plano Empresarial Simples, e as mensalidades do seu Plano sofreram reajustes maiores do que 30% ao ano, você pode agir. 

O primeiro passo é juntar as provas, mostrando a sua situação, ou seja, o Contrato com o Plano de Saúde, os boletos com os valores das mensalidades, os comprovantes de parcelas já pagas. Eventuais conversas por e-mail, WhatsApp, protocolos de ligações e etc. 

Depois o aconselhável é tentar um diálogo com o Plano de Saúde, expondo a situação e pedindo para baixar a mensalidade. Caso não surta efeito, é possível buscar na via judicial a solução para o seu problema. Mas para isso você vai precisar da orientação, especialista em direito com consumidor e de preferência, que tenha experiência em casos envolvendo Plano de Saúde Empresarial. 

Caso tenha dúvidas neste sentido, clique no botão abaixo e converse comigo, será um prazer conhecer a sua história. 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WhatsApp.svg_.webp

Compartilhar